Passar para o conteúdo principal
Frutos Secos: Uma aproximação quantitativa à disponibilidade de subprodutos
Tipo Publicação
Autor
M. Ângelo Rodrigues, João C.M. Barreira, Isabel C.F.R. Ferreira, Albino Bento
Autor Secundário
Publicação
Ano: 2020
Editor: CNCFS
Local Publicação: Bragança
Volume:
Páginas: 43
Base de Dados:

URL:

Resumo:

Diversas espécies produtoras de frutos secos têm importância económica em Portugal. Amendoeira [Prumus dulcis (Mill.) D.A. Webb], castanheiro (Castanea sativa Mill.), alfarrobeira (Ceratonia siliqua L.), nogueira (Juglans regia L.) e aveleira (Corylus avellana L.) são as mais importantes, podendo nos próximos anosvir a ter também alguma importância  a pistaceira (Pistacia vera L.), uma vez que têm surgido diversas iniciativas de cultivo um pouco por todo o pais.

Atualmente estas árvores fruteiras são valorizadas pelas partes comestíveis dos frutos. Contudo, numa perspetiva de melhoria da rentabilidade dos produtores e demais agentes da fileira e da sustentabilidade dos sistemas de produção, seria importante encontrar várias valorizações para os subprodutos associados à colheita e transformação industrial. Folhas, cascas, lenhas de poda e outros materiais podem ser matérias-primas importantes para diferentes áreas de negócio.


Anexo Tamanho
Subprodutos_frutos secos.pdf (1.34 MB) 1.34 MB